Dicas e conselhos sobre casa e Decoração

Decorações



A Natureza na casa 0

Escrito el 11 maio, 2009 por admin

a-natureza-na-casa

Situada em um terreno plano de 1 mil m2, a casa dispõe de dois pavimenlos, nos quais se distribuem os 600 m2 de área construída. Para proporcionar amplitude e liberdade de layout, o planejamento previu vigas com altura em torno de 40 cm e lajes nervu-radas. capazes de vencer grandes vãos com pilares relativamente delicados. A solução permitiu, ainda, estruturas em balanço, como o terraço envidraçado do pavimento superior. A solução para elevar o desempenho térmico do conjunto, importante em uma região de clima tropical foi preencher os vãos com poliestireno expandido (EPS).
Ao todo, são sete suítes: quatro no térreo, para as crianças e os hóspedes, e três no pavimento superior destinadas ao casal proprietário e aos seus dois filhos também casados. Seguindo a tendência de integração, as salas de jantar, de estar e o home theater foram conectados à varanda e à churrasqueira, que, por sua vez, está ligada à cozinha por meio de um passa-pratos. A união também aparece na área de lazer, onde spa e piscina podem ser livremente acessados pela varanda.

Por se tratar de um local de descanso familiar, Mônica Drucker investiu em iluminação confortável. Para os cômodos internos, optou-se pela luz quente e amarelada das lâmpadas incandescentes halógenas. Instalados no forro, os spots têm sistema antiofuscan-te. Na área externa, com a ajuda de spots e balizado-res com lâmpadas PAR 20 e 30, a iluminação destaca as linhas da construção e o jardim.

Toda a área de intervenção é valorizada pelo paisagismo de Gilberto Elkis, que diluiu a beleza da praia e das montanhas na construção. “Usamos palmeiras e arbustos tropicais em referência à tipologia arquitetônica da casa”, finaliza a arquiteta

Compartilhe no:
  • Orkut

A Casa e o projeto 0

Escrito el 04 maio, 2009 por admin

a-casa-e-o-projeto

A casa fica no segundo andar de um prédio tombado pelo patrimônio histórico e sobre o conceituado restaurante Alfaiate. A decoração, assinada pela arquiteta Juliana Monteiro, investiu referências para a criação de um espaço rústico e despojado, sem perder o requinte. A madeira de demolição e as pranchas de ipê dividem a cena com cores vivas, como a fúcsia, a uva, a verde-limão e a azul.
O projeto de iluminação, de Márcia Chamixaes, deixa que o pé-di-reito duplo mostre a imponência de seus 4 metros de altura ao mesmo tempo em que preserva a sensação de aconchego e acolhimento que o local oferece.

Todos os móveis foram projetados pela arquiteta e executados pela Bianco Quiaro, com tecidos coloridos para agregar charme ao lugar essencialmente revestido com madeira e tijolos de barro. Por isso. luzes, cores e desenhos abstratos, que trazem vida e movimento ao empreendimento pernambucano.
Mas de nada adiantaria o ambiente agradável e a vista privilegiada se não fossem os mais de 40 pratos servidos pelo restaurante. A cozinha contemporânea é coordenada pela chef Joanna Dias, que, aos poucos, descobre, ao lado de sua equipe, o cardápio ideal.

Compartilhe no:
  • Orkut


↑ Top